Crítica Portuguesa

27.12.05

Momento de humor do dia VII

Ou de como o Democracia "Liberal" talvez precise ainda mais de um revisor do que de posicionamento e programa político. Aqui fica um excerto das novas dos auto-baptizados neo-conservadores liberais (o que quer que isso seja), com negritos meus:
E depois temos os comportamentos desviantes e mais uma vez pergunto: como podemos explicar a uma criança que deve ter um comportamento normal, são, se depois, por outro lado, é pura e simplesmente bombardeada com mensagens que procuram de algum modo fazer passar por exemplo a ideia que a homossexualidade é um facto normal e o próprio nome de “gay” ajuda a criar a dúvida que depois pode levar mais loge e isso passa-se, ao mesmo tempo, em pelo menos duas telenovelas de grande audiência, em dois programas ditos “realties shows” e num outro programa em que um(a) dos(as) intervenientes fazia gala da sua ambivalência...e permanentemente assumia atitudes que para uma criança poderão ser tomadas como normais..,pois estava ali mesmo em exposição e sem contestação e até parece que dava lucro, pois o(a) tal sujeito(a) até acabou por ganhar um chorudo cheque que era o prémio em jogo e passou a aparecer em todas as capas das chamadas revistas cor de rosa.

E depois, como se não bastassem as dificuldades económicas das famílias que muitas das vezes estão na origem de muitos dos comportamentos desviantes , mesmo dos progenitores, esses comportamentos e atitudes tomadas publicamente e sem qualquer tipo de repúdio de apoio ao comportamento homossexual, aliadas a outro dos pecados dos nossos tempos: o consumismo, criam de algum modo a ideia que tudo é permitido, desde que se possa vestir roupa da tal marca, ter um telemóvel xyz, etc., etc., e daí aos casos cada vez mais frequentes de pedofilia é um pequeno salto.

[...]

E nesta caldeirada de falta de valores, parece-me que dificilmente se poderá atacar o aborto, melhor as mulheres que recorrem ao aborto, e talvez se tenha de pensar não como o proibir mas como o regular e regulado o aborto porque não legalizar a prostituição, afinal, de um ou de outro modo, todas essas opções têm o apoio dos órgãos de comunicação social, pois para eles o único objectivo é o lucro e só esses desvios vendem papel.
Como diriam os outros, priceless...

(Via Democracia Liberal(?))
colocado por JLP, 13:03

2 Comentários:

Gostei especialmente do "e daí aos casos cada vez mais frequentes de pedofilia é um pequeno salto."

Pronto, está explicada a pedofilia. Este senhor devia deixar de intitular-se liberal, é apenas obtuso.
comentado por Blogger MigDeF, 4:10 da manhã  
:)

Por aquelas bandas pouco vai havendo agora e no passado de liberalismo, à parte de um conjunto de medidas avulsas e descontextualizadas para encher o olho dos mais incautos, ou dos que não tiveram a oportunidade de ouvir na primeira pessoa quem alinha nas fileiras.

Mas sinceramente, com o não explorar mais em pormenor da tese de que "as dificuldades económicas das famílias [...] estão na origem de muitos dos comportamentos desviantes", e que "daí aos casos cada vez mais frequentes de pedofilia é um pequeno salto", acho se está a perder a oportunidade de ver desabrochar um novo vulto da Sociologia... ;)
comentado por Blogger JLP, 4:36 da manhã  

Adicionar um comentário